Alerta para as doenças respiratórias: aumento de casos no outono

Criado em em: 27 de maio de 2024 / Atualizado em: 27 de maio de 2024 Visualizações: 520

O outono chegou e trouxe com ele uma alta variação de temperatura e aumento da poluição devido ao tempo seco. Esses fatores favorecem o aumento dos casos de doenças respiratórias típicas da estação, como gripes, resfriados e a Covid-19.

De acordo com o especialista Dr. Marcos Alvo, supervisor responsável pela Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica do Hospital Infantil Cândido Fontoura, “nesta temporada temos maior incidência de doenças respiratórias, como é o caso da gripe, causada pelo vírus Influenza, que pode apresentar sintomas como febre alta, tosse, coriza amarelada, dor no corpo e perda de apetite. Há também o resfriado, causado pelo Rinovírus, Boca vírus, entre outros, e que causa espirros, coriza clara e febre baixa. A bronquiolite, causada por Vírus Sincicial Respiratório (VSR), é muito comum em bebês e crianças menores de dois anos, com sintomas como chiado no peito, febre e cansaço. A bronquite, responsável pela inflamação nos brônquios, também é recorrente, podendo ser viral ou bacteriana. Ela acomete crianças maiores, adolescentes e adultos, ocasionando chiado e febre. Já a asma pode ser desencadeada por agentes infecciosos, como vírus e bactérias, ou agentes alérgicos, apresentada em pacientes predispostos”.

Diante deste cenário, segundo a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) é crucial o “reforço às medidas preventivas, como a vacinação para Influenza e Covid-19. Apesar de disponíveis na rede pública, a cobertura vacinal contra a gripe em Minas é de 34,34%, enquanto para a vacina bivalente contra covid-19 é de 23,3%, o que indica uma baixa procura pela vacinação, até o momento”.

Além da carteira de vacinação em dia, é importante manter outras medidas de prevenção, como a higienização frequente das mãos, evitar aglomerações e ambientes fechados e para aqueles que estiverem com sintomas gripais, utilizar máscara para evitar a disseminação do vírus.

Mantenha a vacinação em dia

A Fundação Libertas em parceria com o laboratório Hermes Pardini está concedendo desconto no valor da vacina (H1N1) Tetravalente Adulto e Infantil e Nova Tetravalente Efluelda aos beneficiários dos planos de saúde e participantes dos planos de previdência, até dia 31 de dezembro de 2024

Aproveite este benefício para se proteger contra os casos graves dos vírus respiratórios.

Clique aqui para saber mais sobre esta iniciativa.

A teleconsulta pode ser uma aliada!

O aumento nos casos de doenças respiratórias e o cenário de alta da dengue em algumas regiões, acabou sobrecarregando os hospitais, tornando o atendimento mais demorado aos pacientes.

Em caso de sintomas leves e iniciais, para uma primeira avaliação médica, os beneficiários dos planos de saúde da Libertas podem contar com o benefício da teleconsulta, recebendo um atendimento on-line de qualidade e orientações necessárias sem precisar sair de casa.

Para realizar sua consulta on-line, ligue para 4004-8044 (este número também é WhatsApp), acesse o serviço pelo aplicativo Libertas Saúde em “Serviços” ou clique aqui e faça login com CPF ou número da carteirinha do plano e senha (caso tenha esquecido a senha, clique na opção “Esqueci minha senha”).

Importante: em casos de sintomas graves, é recomendado procurar uma unidade hospitalar.