Teleconsulta é aliada na suspeita de Dengue

Criado em em: 27 de fevereiro de 2024 / Atualizado em: 28 de fevereiro de 2024 Visualizações: 2132

Com a temperatura elevada e fortes chuvas, os casos de Dengue aumentaram expressivamente em 2024.

Segundo dados do boletim epidemiológico da Secretaria Estadual do Estado de Minas Gerais, até o dia 26/2/24, foram registrados 108.027 casos confirmados de Dengue, 21.688 registros confirmados de Chikungunya e 6 casos confirmados de Zika em todo o Estado.

Além disso, houve também um aumento nos casos de COVID-19. De acordo com o Ministério da Saúde, de 1/1 a 10/2 de 2024, o Brasil registrou mais de 196 mil casos da doença.

Como a Teleconsulta pode ser uma aliada

É comum em períodos como este, onde há incidência de diversas doenças, surgir a dúvida após sentir algum sintoma ou desconforto. Para uma primeira avaliação médica, em caso de sintomas leves e iniciais, os beneficiários dos planos de saúde da Libertas podem contar com o benefício da Teleconsulta, recebendo um atendimento on-line de qualidade e orientações necessárias sem precisar sair de casa.

Importante: em casos de sintomas graves, é recomendado procurar uma unidade hospitalar. Confira a rede credenciada da Libertas clicando aqui.

Confira como utilizar a Teleconsulta?

Para realizar sua consulta on-line, ligue para 4004-8044  (este número também é WhatsApp) ou clique aqui e preencha o formulário com seus dados. Você será direcionado para escolher o tipo de atendimento:

  • Demanda espontânea: o é atendimento imediato, igual a um hospital, porém ao invés de aguardar presencialmente, a fila de espera é on-line, assim como o atendimento.
  • Agendamento de consultas: se preferir, é possível agendar a consulta e não precisar aguardar na fila de espera. Dentro de 24 horas, o atendimento da Amparo Saúde entrará em contato para marcar a sua consulta e o link de acesso será enviado para o e-mail cadastrado no formulário. No dia e horário agendado, clique no link tendo em mãos um documento de identificação com foto.

Para realizar sua consulta on-line, você precisa de um celular, computador ou tablet com câmera e microfone.

Conheça os principais sintomas e saiba como diferenciá-los

  • Dengue: febre alta, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, prostração, diarreia, dores musculares e manchas vermelhas pelo corpo;
  • Chikungunya: febre alta, dor muscular intensa (articulações e dificuldade de locomoção), dor de cabeça, enjoo, fadiga e manchas avermelhadas pelo corpo;
  • Zika: manchas vermelhas no corpo com coceira, febre até 38.5ºC, dor de cabeça, dor nas articulações, vermelhidão nos olhos e cansaço;
  • COVID-19: tosse, dor de garganta, coriza, perda de olfato e/ou paladar, dor abdominal, fadiga, dor de cabeça, dor muscular e febre.

Caso apresente qualquer um dos sintomas listados acima, busque atendimento médico e evite a automedicação, pois alguns medicamentos são contraindicados para alívio dos sintomas da Dengue.

Faça a sua parte, e evite a proliferação do mosquito da Dengue. Mantenha calhas limpas, coloque areia no vaso das plantas, cubra piscinas e caixas d’água, coloque tela em janelas e portas, evite o acúmulo de água parada e utilize repelente para se proteger.

Fontes: Secretaria Estadual do Estado de Minas Gerais, Ministério da Saúde e G1.